7 regras para sobreviver a um rodízio de pizza

(foto: Marcos Nogueira)

Foi tão rápido que mal percebi: num momento, eu estava gravando meu quadro para a Rádio Globo; no instante seguinte, almoçava com uma dúzia de radialistas num rodízio de pizzas. Rodízio de pizzas. Algo em que eu não punha os pés desde 1990, quando um ônibus de universitários paulistas invadiu uma bodega em Porto Alegre […]

Leia Mais

Funcionários de restaurantes relatam casos de horror em cozinhas imundas

Cena da animação “Ratatouille” (2007): a realidade é bem menos fofa (foto: Divulgação)

Você não deve acreditar em tudo o que lê na internet, mas também é ingênuo pensar que a rede só traz mentiras. A dúvida é a posição mais sensata. Dito isto, topei com uma postagem que me arrepiou até o último fio de barba. Uma turma de funcionários de restaurantes bares e afins resolveu compartilhar […]

Leia Mais

Devorei um bichinho de estimação: estava delicioso

Cuy do restaurante Mama Florinda, em Quito (foto: Marcos Nogueira)

Apenas no último dos três dias que passei no Equador* pude provar o tão famoso cuy: nome que os andinos dão ao porquinho-da-índia (ou preá). O bicho é chamado assim porque faz “qüi, qüi, qüi”. Não é uma graça? Pedi o prato no Mama Clorinda, um restaurante bastante popular em Quito. O cuy estava simplesmente […]

Leia Mais

A verdadeira cozinha brasileira está no quilão

(foto: Raimundo Paccó/Folhapress)

A essência da comida brasileira não está na vanguarda de tons amazônicos de Alex Atala. Não está nos resgate etnográfico das pesquisadoras Mara Salles e Ana Luiza Trajano. Tampouco está no trivial cangaceiro do sertão do Seridó, de Rodrigo Levino. A alma da cozinha brasileira está no restaurante por quilo. Ou restaurante a quilo, se […]

Leia Mais

Segunda sem carne só presta para aliviar a consciência da classe média

Aqui temos um prato 100% vegano… se você tirar o bacon, a linguiça e o paio (foto: Marcos Nogueira)

Segunda-feira. Se você não quiser comer carne hoje, vá em frente. Na real, isso não muda nada. Não há por que se rejubilar por isso. A segunda sem carne serve apenas para aplacar a culpa da classe média consumista. Quem adere à segunda sem carne quer desfrutar o consolo espiritual de uma boa ação, sem […]

Leia Mais

O triste fim do palito de dentes

(foto: Creative Commons)

Um antigo comercial de TV mostrava um homem à mesa de um restaurante. Ele escovava os dentes e enxaguava a boca em um copo de água mineral. O produto anunciado era um chiclete que, presumidamente, limpava os dentes –e tornava desnecessária a exibição pública de higiene bucal. Tais exibições eram bastante comuns até algum tempo […]

Leia Mais

Quando vamos jantar na Cracolândia?

Este blogayro picareta no Bar do Cofre, no centro de São Paulo, antes da sua inauguração (foto: Marcos Nogueira)

sUm ano atrás, uma notícia me empolgou: o edifício Altino Arantes, mais conhecido pelos paulistanos como Banespão, seria aberto ao público pelo novo proprietário, o banco Santander. Melhor do que isso: o novo Farol Santander teria um café no topo. Com bar completo. Finalmente traríamos gente de volta para o centro antigo à noite. Mas […]

Leia Mais

São Paulo é um monstro que destrói a própria gastronomia

A pizza paulistana, caprichada no queijo, é uma espécie ameaçada (foto: Marcos Nogueira)

Fuçando na internet atrás de assunto para escrever, topei com um ótimo artigo do sociólogo Carlos Alberto Dória, co-autor do livro “A Culinária Caipira da Paulistânia” (Três Estrelas, 2018). Resumo bem chinfrim: Dória afirma que São Paulo desdenha as raízes indígenas de sua culinária tradicional. Prefere o couscous marroquino ao cuscuz de milho dos guaranis. […]

Leia Mais

Existe amor na comida de SP?

A cozinha afetiva é uma troca: o seu dinheiro por sobremesas doces demais (foto: Creative Commons)

São Paulo é uma das cidades mais cruéis do mundo. Impessoal, imunda, caótica, feia, monstruosa. Têm culpa os paulistanos? Individualmente, não. Coletivamente, todos temos. O leviatã de Piratininga não nasceu gigante –ele é fruto de uma sequência de decisões ruins que remonta a 1554, quando os tupiniquins engoliram a conversa fiada dos jesuítas. São Paulo […]

Leia Mais